23 dezembro 2011

Puro espaço e lúcida unidade, aqui o tempo apaixonadamente encontra a própria liberdade.

17 dezembro 2011

10 dezembro 2011


Esqueçamos com generosidade aqueles que não nos querem amar.

28 outubro 2011

Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

25 outubro 2011

20 outubro 2011


Queria partilhar a morte com a morte
Entregar meu coração ao vazio e o vazio à vida

04 outubro 2011

Tenho já o plano traçado; mas não, hoje não traço planos...

05 maio 2011

Desejei falar de mim, neste livro, redigir uma espécie de Memórias. Fui escrevendo, escrevendo... Falei dos outros, afinal. Mas quem somos nós senão os outros?

29 abril 2011